Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Estudantes saberão data do Enem 2017 já em fevereiro.

Consulta pública sobre alterações no Exame será divulgada até 10 de janeiro

Os estudantes que prestarão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2017 conhecerão todos os detalhes da prova, incluindo a data de realização do Exame, já em fevereiro. O edital do Enem, que normalmente é publicado entre os meses de maio e junho, será divulgado em fevereiro de 2017, afirmou o ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM). 

A consulta pública que irá definir as mudanças no exame será lançada no site do MEC até o dia 10 de janeiro, por tópicos. Entre as possíveis mudanças que serão debatidas, estará a quantidade de diasde realização da prova, que poderá permanecer com os atuais dois dias de aplicação ou ser reduzido para apenas um. Uma das demandas do Nordeste é que a prova seja aplicada no início de dezembro para melhor adequação à grade curricular do Ensino Médio. 

Outra questão será discutida a aplicação do exame para os estudantes sabatistas que, por questões religiosas, guardam o sábado e podem apenas iniciar a prova após o por do sol. Atualmente, eles entram no prédio no mesmo horário dos demais, mas ficam confinados até a hora de responder ao exame. 

"São grandes temas que interessam aos alunos e que permitam o aprimoramento do Enem.  Também faremos um seminário com representantes da área técnica, como professores e educadores, que será no final de janeiro", disse Mendonça, após o debate da Rádio Jornal, na manhã desta segunda-feira (26). 

No entanto, nem todas as mudanças poderão ser aplicadas diretamente no Enem de 2017. Algumas podem ficar para o exame de 2018, devido a possíveis dificuldades de implementação. O ministro afirmou, ainda, que nem todas as sugestões colhidas na consultas serão implementadas, pois dependerão de viabilidade técnica.

"A consulta pública não é uma votação para que você eleja as situações. Tudo tem que ter como base a viabiliadde técnica, condições de implementação e base em condições educacionais adequadas. Não é simplesmente uma consulta por consulta para fazermos uma eleição de definição de vários itens. Será uma consulta para que a gente colha opinião e, tecnicamente, decidamos de acordo com as opiniões colhidas e com suporte técnico que temos no MEC e com especialistas", explicou.

DEBATE

Ainda de acordo com ministro, será realizado apenas um debate devido ao prazo em que o edital do Enem será lançado. "A gente não tem condições de fazer debates em todos os Estados devido ao prazo curto. Até fevereiro, há de se lançar o cronograma de editais e o edital que prevê todas as etapas do Enem de 2017. Se fosse fazer um seminário em cada Estado, impossibilitaria qualquer mudança no Enem no próximo ano", explicou Mendonça Filho.

"O essencial para a gente é melhorar a qualidade, a avaliação, o conforto para os alunos, o rigor nos aspectos relativos à segurança para se evitar qualquer possibilidade de fraudes, separe a avaliação do Enem para aqueles que fazem apenas como acesso à certificação do Ensino Médio", acrescentou. 

Fonte: JC Online

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.