Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Saiba algumas das exigências que o Timão topou para aproximar Drogba

Projeto elaborado pelo departamento de marketing do Corinthians e agora aprovado pelos profissionais que comandam o futebol, a contratação do astro internacional Didier Drogba passou a se tornar realidade quando o Timão aceitou uma série de exigências feitas pelo jogador de 38 anos. Por meio de um de seus empresários, o marfinense enviou uma lista de condições contratuais para que pudesse jogar no futebol brasileiro em 2017. Neste sábado, o Corinthians anunciou que todas essas prerrogativas foram aceitas, e agora só depende do próprio jogador a palavra final sobre o assunto.

- Não posso dizer quais são as exigências, mas não há nada descabido para um projeto de parceria entre futebol e marketing - disse Flávio Adauto, diretor de futebol do Corinthians, que considerou as pedidas "normalíssimas".

Além do contrato válido por uma temporada ao custo de R$ 5,5 milhões (aproximadamente R$ 460 mil mensais), Drogba solicitou bônus financeiros por metas alcançadas, como títulos e artilharias, o que poderia aumentar seu ganho mensal em até 30%. Entre as exigências mais específicas estão a contratação de um tradutor para acompanhá-lo 24 horas por dia, já que ele não fala português e nem espanhol, só francês e inglês, a compra de um carro blindado para que ele possa se locomover nas ruas de São Paulo, além de um apartamento onde viverá custeado pelo clube.

O Corinthians aceitou as exigências, redigiu um contrato que já está assinado pelo presidente Roberto de Andrade e enviou um emissário a Londres, onde o jogador tem residência, para sentar-se com os representantes e o próprio Drogba e viabilizar a transferência. O emissário é um ex-funcionário do próprio Timão e espera fechar a contratação em no máximo dois dias na capital inglesa. Do Brasil, o Timão não estipulou uma data para ter a resposta final, mas está confiante no sucesso da empreitada.

Por Drogba, o Corinthians aceitou correr importantes riscos, mencionados e repetidos diversas vezes por profissionais do departamento de futebol. O primeiro deles é em relação ao potencial técnico do marfinense aos 38 anos após uma temporada jogando pelo Montreal Impact, do Canadá. Outro temor da diretoria alvinegra é que Drogba não trate a oferta do Corinthians com a mesma empolgação que o clube deposita em sua aposta. Ou então que os representantes de Drogba não cumpram o que foi dito durante as negociações e exijam condições contratuais superiores.

Fonte: msn.com

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.