Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Governador de Pernambuco descarta Forças Armadas no Estado

O governador Paulo Câmara (PSB) descartou, na noite desta terça-feira (21), solicitar o envio das Forças Armadas para Pernambuco, no intuito de ajudar a combater a violência no Estado. De acordo com o gestor, que no início da noite concedeu coletiva para a imprensa no Palácio do Campo das Princesas, as polícias pernambucanas já estão empenhadas em prender os bandidos.

"Não há necessidade (das Forças Armadas). As polícias estão cumprindo o seu papel, nós não vamos nos omitir também de sempre que precisar vamos convocar também forças federais. Mas, nesse caso, nós agimos, evitamos um dano maior, nossa polícia respondeu com muita determinação, muita coragem e a gente sabe que temos uma nova etapa de prender essas pessoas", afirmou Paulo Câmara.

O governador cobrou o envolvimento dos entes federativos no combate a esses grupos e ao tráfico de armas.

“Já tinha visto isso em outros Estados. São marginais muito bem armados, com armas de controle exclusivo que não são encontradas no Brasil. Temos que atuar de forma federativa e que evitar que se entre tantas armas no País. Do cunho que a gente viu hoje, fuzis e armas que podem derrubar, inclusive, helicóptero, pelo que me passou a polícia”, afirmou Paulo Câmara.

O socialista também condenou a atuação da bancada da oposição na Assembleia Legislativa, afirmando, inclusive, que alguns integrantes incitaram uma greve em dezembro. Nesta terça-feira (21), a bancada protocolou um documento em que defende que o Governo peça o envio da Força Nacional.

“A oposição tem provocado, de alguma maneira, fatos que não são bons para a segurança pública. É só ver que temos aqui quando, em dezembro, membros da oposição estavam incitando uma greve da PM e nós evitamos isso com o apoio do Exército. Mas agora, não”, avaliou.

O governador acrescentou que o esquema de policiamento no Carnaval sofreu um incremento de pessoal de 12% e que a população não deve se preocupar. “Vamos ter a presença da polícia. Vamos garantir a paz”.

A coletiva desta noite foi concedida para tratar da segurança pública no Estado. Nesta madrugada, assaltantes invadiram a empresa de transporte de valores Brinks, que fica na Zona Oeste da Capital. A investida causou terror entre os moradores da região.

Na manhã desta terça, a bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) protocolou, no Palácio do Campo das Princesas, um ofício dirigido ao governador para que o Estado solicite o apoio da Força Nacional para reforçar a segurança durante o Carnaval.

O documento foi entregue pelos deputados Silvio Costa Filho (PRB), Priscilla Krause (DEM), Socorro Pimentel (PSL), Edilson Silva (PSOL), Bispo Ossésio (PRB), Joel da Harpa (PTN), Augusto César (PTB) e Julio Cavalcanti (PTB).

Fonte: Blog da Folha

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.