Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Homem tem órgão genital “mordido” por vagina durante sexo

Theresa Bertram, que mora na cidade de Brighton, na Inglaterra, viveu um drama muito complicado em sua vida. Tudo começou após seu filho nascer, foi quando ela começou a sentir a incontinência por causa de sua pélvis que estava enfraquecida. Ela não conseguia nem mesmo realizar coisas simples como: Subir as escadas, tossir, rir ou até mesmo bocejar. Isso fazia com que ela excretasse urina. E como se isso já não fosse ruim o bastante, sua vida sexual estava sendo bastante afetada também.

Não aguentando mais esse drama de sua vida, a mulher resolveu procurar um médico e logo foi submetida a uma cirurgia. Ela foi aconselhada a passar por um procedimento que envolvia Fita Vaginal Sem Tensão (FVST), uma sintética de polipropileno que é implantada abaixo da uretra e levada até acima do osso púbico. A operação ocorreu tudo bem e ela estava ansiosa para voltar a vida normal e mais ansiosa para voltar a vida sexual ativa com seu parceiro.

Após a cirurgia, o FVST havia alcançado a parede vaginal e acabou causando um abscesso grave. A mulher ainda não sabia que havia, dentro de si, uma ameaça a seu marido. Durante uma de suas relações sexuais o homem chegou a gritar de dor, o casal logo ficou em choque com a cena que presenciavam. “É com se tivesse criado dentes”, relembrou Theresa. “O seu (pênis) estava vermelho claro e jorrando sangue. Havia uma grande mancha vermelha se espalhando nos lençóis entre nós. Depois disso, ele ficou com medo da minha vagina e abordou-a como se ela fosse uma planta carnívora e ele fosse uma mosca”, continuou ela.

Ela descobriu então que o FVST havia sido introduzido de forma incorreta e isso tinha a levado a sofrer aquelas complicações. Logo depois de tratado ela afirmou: “Me disseram que esse procedimento simples curaria minha incontinência e me daria mais confiança na cama, mas ele arruinou a minha vida”.

Fonte: Wildes de Brito

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.