Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

5 frases proibidas em entrevistas de emprego


Com desemprego de 13,7% no primeiro trimestre e 14,2 milhões de pessoas em busca por recolocação, ter destaque em entrevistas de emprego é imensamente relevante – tanto quanto ter o perfil da vaga desejada.



Gerente de engenharia da Talenses, empresa especializada em recrutamento de profissionais de média e alta gerência, além de consultoria junto a clientes e candidatos, Gabriel Almeida listou 5 frases que considera “proibidas” durante uma entrevista de emprego:



1 – “Avalio apenas posições com aumento salarial”



“Por mais que a remuneração seja um ponto importante para aceitar ou recusar uma proposta de emprego, cada vez mais as empresas buscam profissionais engajados e que contribuam com o desafio/projeto oferecido”, diz o especialista.



Para ele, é importante citar outros fatores de interesse, como crescimento pessoal e profissional; benefícios; cultura organizacional; exposição e escopo de responsabilidade.



2 – “Meu antigo/atual gestor não é um líder/ não é competente”



Falar mal do empregador anterior é tiro no pé. “A relação entre gestor e subordinado muitas vezes é complexa, mas não deve ser exposta em uma entrevista, muito menos quando é citado o nome do gestor ou dos pares. Evite expor outros profissionais desnecessariamente”, alerta.



Ele sugere: “saiba quais são os pontos que levaram a má relação com o gestor [anterior] e apresente apenas os aprendizados para seu relacionamento com um futuro gestor”.



3 – “A culpa foi minha”



É importante reconhecer imperfeições, mas “se perguntado sobre insucessos, busque focar nas lições aprendidas, evidenciando que o erro não será repetido”, afirma Almeida.



“Lembre-se que, em uma entrevista é importante destacar exemplos de sucesso e resultados consistentes em suas passagens. Sinceridade é fundamental, mas não se coloque em uma situação negativa desnecessariamente”.



4 – “Meu inglês está enferrujado”



Não é o caso de mentir, mas, atualmente, é essencial exercitar o inglês para ser competitivo no mercado de trabalho. “Existem diversas ferramentas que podem ‘desenferrujar’ o idioma e garantir aquela oportunidade que você sempre sonhou”, analisa.



5 – “Não tenho/sei meus pontos a desenvolver”



“Todo profissional precisa saber quais são seus pontos a desenvolver, se não souber peça um feedback para o seu gestor, pares e/ou subordinados”, avisa o especialista. “Prepare-se para conversar sobre esses pontos em uma entrevista e, principalmente, mostre quais ações você vem tomando para reduzir esses “gaps””, continua. “Dica: evite falar pontos comuns como ansiedade”.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.