Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Detentos aprendem cordel e poesia em oficina no presídio de Pesqueira

Cordel faz parte da realidade dos detentos do Presídio Desembargador Augusto Duque.

Detentos do presídio em Pesqueira, no Agreste de Pernambuco, participam de uma oficina de cordel. A poesia faz parte da realidade há quatro meses, com alunos do Projeto de Educação de Jovens e Adultos (EJA), da Escola Professora Odete de Andrada Alves, que funciona dentro da unidade prisional.

A ideia do Projeto 'Nas Linhas da Minha Poesia Busco a Realidade' foi da professora Sandra Silva e contou com apoio da equipe formada por um educador de apoio, duas professoras e um apoiador pedagógico.

De acordo com a coordenadora do projeto, a partir das aulas, os reeducandos puderam retratar, por meio da cultura nordestina, anseios, sentimentos de amor, angústias e formas variadas de enxergar a realidade de dentro cárcere. A leitura em tom de rima, faz com que o leitor viaje pela vida dos privados de liberdade envolto a sentimentos de fé, perseverança e aprendizados.

São 16 alunos cordelistas, um ilustrador e 16 poemas compostos de uma a 15 estrofes. A gerência do presídio imprimirá 300 cópias para divulgação na unidade.

“Eu pessoalmente achava que não tinha capacidade de fazer nenhum verso, mas sempre a professora incentivava explicando que cada linha que a gente fazia era um verso e a cada quatro versos era uma estrofe, aí me veio uma curiosidade e eu comecei a fazer”, conta o reeducando Márcio José de Oliveira Pinto que criou o poema Encontrei-me com Jesus.

Já o detento Ivson Pereira Barbosa, resolveu contar em O Amor de Deus - a mais extensa de todas (com 15 estrofes) - a vida de um detento e as boas oportunidades de escolhas. “Através dessas poesias conseguimos falar mais alto e distante o que gostaríamos que todos ouvissem, expressamos muitas coisas positivas e depois ainda ficamos muito felizes”.

Fonte: G1 Caruaru

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.