Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

De uma Sesmaria a cidade

De uma sesmaria surge a fazenda Lagoa D’água, depois Lagoa do Capim pertencente a Joaquim Cordeiro Wanderley, residente em Barra de Farias, do município de Brejo da Madre de Deus, onde passava os finais de semana para descansar. Essas terras em 1833 agregava o distrito de Jurema pertencente à jurisdição de Brejo da Madre de Deus, surgindo então uma vila chamada de Lagoa do Capim.

         Com uma grande religiosidade, os moradores logo construíram uma capela em homenagem a Nossa Senhora do Bom Conselho no ano de 1873, no bairro do tambor, aonde veio o padre João Antônio Rodrigues no ano de 1888 conduzir à capela. Um pouco mais afastado foi erguido outra capela anos mais tarde, com o nome de Nossa senhora da Conceição, onde se localizava um sítio chamado de Belo jardim, nome dado por um frade capuchinho, frei Cassiano de Comacchio, que realizava missas com frequência na capela do Bom Conselho.

           Em 1884 a vila tornara distrito pela lei estadual nº 991 com o nome de Belo Jardim, sugerido por Frei Cassiano em uma celebração de uma missa na vila. Um dos fatores para o crescimento da vila foi à feira da Lagoa do Capim, formada entre 1887, onde se reunia moradores locais e pessoas vindos do Brejo da Madre de Deus, para comprar e vender naquela localidade.

           O progresso intensificou-se ainda mais a partir de sua nova situação administrativa e especialmente, por encontrar-se no eixo da grande via de comunicação representada pela Estrada de Ferro Central de Pernambuco, cujos trilhos chegariam a sua área urbana em 1906. Em 1923 junto com o Major João Gomes, veio de Maria Fumaça o motor de 150 HP, vindo da Alemanha com capacidade de iluminar e fornecer energia a vila, trazendo uma nova era para a localidade beneficiada.

          Residiam os chefes políticos de Brejo como Capitão Pedro Firmino de Medeiros, o capitão Antonio Marinho dos Santos e o capitão Pedro Firmino de Maciel prefeito do  unicípio, além do juiz de direito, o promotor público, e toda representação administrativa do
município, além de médicos, advogados. Esses fatores entre outros fizeram com que Belo Jardim tornar-se cidade se separando da cidade do Brejo, levando junto os distritos de Serra dos Ventos e Aldeia Velha (atual Xucuru), que passaram a construir um novo município, Belo Jardim criado pela lei estadual nº 1931, em 11/09/1928.

Claudenilson Fernandes Alves
(Issinho Alves)

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.