Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Serra dos Ventos se torna Cidade em 1964

Em janeiro, já com Serra do Vento elevada a categoria de cidade, aconteceu às articulações políticas para compor os quadros administrativos do novo município, bem como a escolha do chefe do poder executivo municipal.

Em 14 de Fevereiro de 1964, foi nomeado prefeito de Serra do Vento pelo governador do Estado de Pernambuco, Miguel Arraes, o jovem Hélio Leite Cavalcanti, filho do empresário José de Souza Cavalcanti, dono da fábrica de doces Mariola em Belo Jardim.

No dia 04 de Março de 1964 ocorreu a posse de instalação do Município de Serra dos Ventos, na ocasião o prefeito de Belo Jardim a época, Júlio Alves não se fez presente, pois não aceitava a emancipação

Logo após a instalação do Município de Serra dos ventos, o prefeito de Belo Jardim, Júlio Alves de Lira e o deputado Luís de França Cavalcanti da Costa Lima, entraram na justiça com o mandado de segurança contra a emancipação dos distritos de Serra dos Ventos e Xucuru, ambos pertencentes a Belo Jardim.Com isso, no final do ano de 1964 e depois de passar meses para ser julgado o veredicto final, isto é, se Serra dos Ventos permanecia como Município ou voltaria à categoria de distrito, foi designado para julgar o referido processo o Juiz Sebastião Cabral.

Em 20 de Novembro de 1964 na ponte conhecida como “ponte do rio peixe” nas proximidades das cidades de Belo Jardim e Tacaimbó, um ônibus da companhia Auto viação Princesa do Agreste, atualmente companhia Princesa do Agreste, despencou da ponte matando ali o Juiz Sebastião Cabral e mais 28 passageiros.

Quando o prefeito do Município de Belo Jardim Júlio Alves de Lira, adentrou na justiça com o mandado de segurança contra o distrito de Serra dos Ventos e conseguiu interromper a emancipação, já fazia três meses que o mesmo, estava instalado como município. Daí o processo vinha se arrastando no fórum, até que foi designado o Juiz Sebastião Cabral para julgar o veredicto final em Novembro do ano em curso. Para infelicidade dele, e para infelicidade política do distrito de Serra dos Ventos, teve esse trágico acidente.

Depois desse ocorrido o processo encerrou, pois não houve mais ninguém interessado em recorrer na justiça contra o mandato de segurança. Podemos compreender que o fato do juiz designado para julgar o processo final ter falecido, não foi o fator determinante para decidir o destino político do distrito de Serra dos Ventos. Mas, sim o fato de não contarmos mais com o apoiou do Deputado Estadual José Inácio, que teve seu mandato cassado pelo Regime Militar.

Texto: José Cássio

As imagens do acidente que matou o Juíz Sebastião Cabral

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.