Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

9 jeitos de garantir um orgasmo clitoriano bombástico

Com aproximadamente 8 mil terminações nervosas (praticamente o dobro das que existem na cabeça do pênis), o clitóris tem como única e exclusiva missão nesse mundo proporcionar prazer à mulher. Com algumas dicas, porém, sua ativação fica ainda mais potente e gostosa, já que o orgasmo clitoriano é muito mais poderoso do que o vaginal, derivado da penetração pura e simples. Veja algumas ideias quentes:

É devagar, devagarinho...

Homens e mulheres devem evitar excitar o clitóris da parceira logo de cara. O ideal é que a dedilhada aconteça primeiro ao redor, de maneira suave, em movimentos lentos e seguindo sempre a mesma direção (circulares, horizontais ou verticais). E, sempre que possível, associar essa estimulação a beijos, carícias e toques em outras regiões do corpo.

Brinquedinhos promovem um upgrade nas sensações

Tantos os vibradores como bullets podem ser usados para estimulação clitoriana. O ideal são os que possuem níveis diferenciados de vibração e duas pontas, uma para introdução na vagina e outra para excitar o clitóris. Quando usados a dois, devem ser adotados depois de o par mandar vem com a língua ou com o dedo, para redobrar o prazer. No entanto, seu uso deve ser moderado, pois nenhum apetrecho erótico tem o mesmo ritmo e oferece a mesma sensação de um dedo ou uma língua. Dica: enquanto o homem penetra a mulher com o pênis, ela pode potencializar o êxtase brincando com um bullet pelo clitóris.

Cosméticos sensuais dobram o prazer

Existem excelentes opções de óleos beijáveis com sabores gostosos que tornam o sexo oral muito mais prazeroso, para as duas pessoas. Já os géis excitantes proporcionam "choquinhos" e pulsações bem agradáveis: são uma boa pedida para quando a mulher estiver sendo penetrada na posição de quatro e o par aplicar o produto no clitóris. Há, ainda, géis com a sensação de esquentar e esfriar ao soprar ou lamber.

Posições que contam pontos

Na hora de ficar por cima do par deitado, em vez de sentar de frente para ele o ideal é ficar de costas. Assim, o clitóris vai roçar a perna dele durante a penetração. Outra dica é pedir que ele se sente no sofá ou em uma cadeira e também se sentar de costas para ele. Tanto as mãos da mulher quanto as do cara ficam livres para brincar.

Sexo oral com calma

A textura, a temperatura e a umidade dos lábios e da língua possibilita sensações bem estimulantes no clitóris; e o sexo oral, para quem o pratica, pode ser fonte de grande prazer. Porém, assim como os movimentos com os dedos, a suavidade é obrigatória. Não se deve cair de boca (literalmente!) na mulher e chegar chupando ou sugando com força e intensidade - isso causa dor e incômodo. A língua precisa estar mole e macia. Invista, primeiro, em movimentos delicados.

Espere o botãozinho ficar "gorducho"

À medida que a mulher vai se excitando, o clitóris começa a ficar mais cheio de sangue, durinho e visível. Essa aparência indica que ele está no ponto certo para receber uma ação mais vigorosa, intensa e contínua da língua ou do dedo. O próximo passo - garantido se seguir essas dicas! - é um orgasmo de tirar o fôlego.

Masturbação, sim!

O autoconhecimento corporal é essencial para a mulher atingir mais e melhores orgasmos. Ao manipular o clitóris, sozinha, em casa, é possível identificar qual ritmo, pressão e movimento que gosta mais e, dessa forma, compartilhar a experiência com o par. Tocar-se diante de um espelho ou com um espelhinho bem diante da vagina ajuda a reparar na excitação contínua do clitóris e a perceber quando é que ele fica bem propício a estímulos mais selvagens.

Brutalidade, não!

Mãos ásperas, pressão excessiva no toque do dedo, mordiscadas bruscas e movimentos muito rápidos e de um só jeito podem irritar a mulher e provocar sensações desagradáveis. 

Truque extra

Na hora que a mulher estiver sentindo o orgasmo chegar, a tendência é que o corpo todo se contraia e que surja uma vontade de agarrar o cabelo do par ou puxar o lençol. Nadar contra a corrente, ou seja, relaxar e soltar os pés e as mãos pode motivar um gozo mais forte e intenso.

FONTES: Carla Cecarello, psicóloga, sexóloga consultora do site C-Date e fundadora da ABS (Associação Brasileira de Sexualidade), e Ricardo Vieira, consultor em saúde e educação sexual, do Rio de Janeiro (RJ)
Postado na UOL

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.