Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Pernambuco: 25.218 casos de Aids e ainda sem PrEP

Distribuição de medicamentos ainda é precária; estado anuncia programação especial no Dia Mundial de Luta contra a Aids

Pernambuco ainda enfrenta precariedade na distribuição de medicamentos e falta do PrEP, método de prevenção que utiliza o medicamento antirretroviral (ARV). Nesta quinta-feira (30), Dia Mundial da Luta Contra a Aids, o Governo do Estado informou que já foram notificados 25.218 casos de Aids entre 1983 e 24 de outubro de 2017. Destes, 16.344 são homens e 8.874 mulheres. A maioria dos casos ocorre por meio de transmissão sexual. Uma série de atividades de prevenção e conscientização está programada para todo o mês. 

 A Profilaxia Pré-exposição, ou PrEP, é um tratamento preventivo contra o vírus da Aids. Estava previsto para chegar em dezembro em Pernambuco. No entanto, apesar da MS informar que irá lançar nos próximos dias, não estabeleceu um prazo. "É mágico. Cada vez que tomo um comprimido, penso em quem não teve essa sorte", diz o paciente François, que segue

A coordenadora de programas institucionais da Organização Não Governamental (ONG) Gestos- Soropositividade, Comunicação e Gênero, Josineide de Meneses Silva, lembrou que Recife é a capital do Nordeste onde mais crescem os números de infectados. Ela afirma que o dezembro vermelho tem a importância de chamar a atenção da sociedade que, segundo ela, parece esquecer que a Aids existe. 

A gestora lamentou ainda a precariedade da saúde pública para as pessoas que portam a doença.“A Secretaria Estadual de Saúde este ano distribuiu medicamentos vencidos para as pessoas com HIV”, lembrou a coordenadora. Situação denunciada em abril deste ano pela Folha de Pernambuco.

A Gestos levou a situação para o conhecimento do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), que abriu uma ação civil. “Nós temos hoje o maior hospital de referência para o tratamento de HIV e AIDS faltando exames básicos, como carga viral e hemograma”, lamentou. O vigilante José Cândido da Silva, de 54 anos, convive com a doença há 18 anos e afirmou que “é muito difícil ser portador de HIV em Pernambuco”. José Cândido realiza o tratamento na Policlínica Lessa de Andrade e, por medo de ficar sem medicamento, tem uma estratégia de ir aos hospitais de referência cinco dias antes da retirada dos coquetéis, para garantir reservas. 

Por nota, a Secretaria de Saúde esclarece que a distribuição de medicamentos vencidos foi “uma situação pontual e isolada, que ocorreu no começo do ano, com um medicamento específico e em uma única unidade de saúde. O caso foi resolvido de imediato, assim que a SES tomou conhecimento do problema”.

Prevenção
O coordenador do Programa Estadual de IST/Aids, François Figueiroa, lembra que o vírus pode ficar no organismo silenciosamente por mais de dez anos. “O uso da camisinha em todas as relações sexuais é indispensável não apenas para evitar a contaminação pelo HIV, mas também de diversas outras infecções sexualmente transmissíveis, como a sífilis e a gonorreia”, adverte. 

Figueiroa também afirma que o Ministério da Saúde fornece para Estado mais de 2 milhões de camisinha, que são distribuídas para os municípios. “Qualquer pessoa pode pegar os preservativos, na quantidade que achar necessária, nas unidades básicas de saúde e nos CTAs”, comenta. Sobre o exame de carga viral, François afirma que atualmente funciona normalmente. Mas, lamenta que Ministério da Saúde não envia estoque suficientes de medicamente para ter reserva, dificultando a agilidade na entrega.

Programação
A partir das 9h da manhã desta sexta-feira (1) a Secretaria Estadual de Saúde (SES) estará na pátio da Igreja Nossa Senhora do Carmo, no centro do Recife, realizando testes de HIV e distribuindo camisinhas e gel lubrificante. O atendimento dura aproximadamente 30 minutos, quando também é feito aconselhamento. Se houver casos positivos, o paciente é encaminhado para o serviço de referência. A ação também acontecerá durante a manhã na Estação Central de Metrô do Recife. 

Já a Prefeitura da Cidade do Recife (PCR) está com uma programação neste mês voltada para o dezembro vermelho. Dentro da programação ainda terá a entrega do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) da Policlínica Gouveia de Barros, na Boa Vista, requalificado. Lá tem previsão de 800 pessoas atendidas por mês.

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.