Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Lula: prisão é 'absurdo' e 'sonho de consumo' de Sérgio Moro

Em entrevista, ex-presidente disse que aguardará orientação de advogados para decidir se vai se entregar ou não

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira (5) que a ordem de prisão contra ele é um "absurdo" e uma obsessão do juiz Sérgio Moro, segundo uma entrevista concedida ao jornalista Kennedy Alencar, da rádio CBN. "Entrevistei o ex-presidente Lula. Ele disse que aguardará orientação de advogados, quando perguntei se iria se entregar", tuitou Alencar.

O ex-presidente replicou as publicações de Alencar em sua própria conta do Twitter pouco depois.  Lula disse que prisão era um "absurdo" e um "sonho de consumo" do juiz Moro e de pessoas que querem vê-lo passar "um dia preso", relatou Alencar na rede social.

Não se apresentará
Após a decretação da prisão, Lula foi, no início da noite dessa quinta-feira, para o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. onde militantes e políticos realizaram ato diante da sede. Anfitrião de Lula, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, o Wagnão, enviou uma mensagem a sindicalistas afirmando que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não se apresentará à Justiça, como determinou o juiz Sergio Moro. No aviso, Wagnão revelou a intenção de impedir o acesso da polícia à sede do sindicato.

Lula pretende descansar em casa ainda nesta madrugada, mas, segundo Márcio Macedo, vice-presidente do PT, os sindicalistas insistem para que ele permaneça no sindicato, onde foi montada uma estrutura para seu pernoite. 

Líder do PT no Senado, Lindbergh Farias defende que Lula não se apresente. Segundo ele, a presença de militantes às portas do sindicato pesará para que o ex-presidente resista. "Se querem prender Lula, que executem o mandado de prisão. Vai ser que nem na ditadura, quando o Exército entrou aqui. Uma vergonha internacional", diz Lindbergh.

Rodovias fechadas
Coordenador do MST, João Paulo Rodrigues diz que o movimento fechará 85 rodovias nesta sexta-feira (6). Os sem-teto chegarão em 20 ônibus a São Bernardo do Campo.

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.