Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Brasil estreia com decepcionante empate contra a Suíça

Abusando dos erros, o Brasil não conseguiu reproduzir o seu estilo de jogo e acabou ficando no 1x1 com a adversária europeia

A Seleção Brasileira não conseguiu estrear com vitória na Copa da Rússia. A equipe comandada por Tite empatou com a Suíça, por 1x1, neste domingo (17), em Rostov. Desde o Mundial da Argentina, em 1978, o Brasil não empatava na rodada de abertura. Com o resultado, a seleção está em segundo lugar no Grupo E empatada com os suíços. A Sérvia lidera o grupo após vencer a Costa Rica, por 1 a 0, horas antes. Na sexta (22), o Brasil enfrenta a Costa Rica, em São Petersburgo.

Foi o quarto empate da era Tite. Até agora, o treinador soma 17 vitórias e apenas uma derrota. O quarteto ofensivo montado por Tite não conseguiu romper as duas linhas de quatro montada pelos suíços em campo.

Mesmo assim, o Brasil saiu na frente no placar. Philippe Coutinho acertou um chute de fora da área no ângulo esquerdo, aos 20 minutos do primeiro tempo. O atacante Neymar teve uma atuação sem o brilho esperado. No segundo tempo, ele ainda reclamou de dores no pé direito operado em março. Mesmo assim, o ex-santista ficou até o final em campo.

O gol suíço foi marcado por Zuber num lance contestado pelos brasileiros. Aos 5 minutos do segundo tempo, o suíço encostou no zagueiro Miranda na área em disputa de bola após cobrança de um escanteio. Sem o marcador, ele subiu sozinho para cabecear e empatar o jogo.

Os brasileiros reclamaram de falta, mas o juiz mexicano Cesar Ramos se recusou a ver as imagens do VAR (árbitro de vídeo) e confirmou o gol. A defesa brasileira não era vazada há cinco jogos. Desde o início da era Tite, a seleção só levou seis gols em 22 confrontos.

Em campo, o Brasil contou com três jogadores remanescentes do humilhante 7 a 1 contra a Alemanha, no Mineirão -Marcelo, Paulinho e Willian. No início do jogo, parecia que a seleção conseguiria colocar em prática o estilo de jogo planejado por Tite com muito toque de bola.

O time evitou dar chutões e quase sempre saiu jogando com trocas de passes. O jogo começou nervoso. A Suíça fez uma marcação forte no início e teve a primeira oportunidade. Aos três minutos, Dzemalli recebe um bom passe, mas chuta pra fora.
O time nacional tinha dificuldade para sair jogando como Tite pediu. Com o tempo, a equipe foi se acertando em campo. Aos dez minutos, Paulinho desperdiçou a primeira oportunidade após bela tabela de Coutinho e Neymar.

A partir daí, a seleção se encontrou. Pela esquerda, o Brasil tinha facilidade, mas falhava na conclusão. Aos 20 minutos, Coutinho abriu o placar. Ele arriscou de fora da área e acertou um belo chute sem chance para o goleiro adversário. Com a vantagem no placar, a seleção dominava a partida. O Brasil continuava criando boas oportunidades.

Nos minutos finais, a Suíça equilibrou o jogo em Rostov.  A primeira etapa terminou com a Suíça igualando as estatísticas do jogo. A posse de bola ficou em 50% para cada lado, enquanto a Suíça acertou mais passes (221, contra 199 do Brasil), recuperou mais bolas (31 a 21) e correu mais (52km a 50km), de acordo com dados oficiais da Fifa.

A Suíça empatou logo na volta do intervalo. Aos 5 minutos, Zuber fez o gol após tocar no zagueiro Miranda e cabecear sozinho dentro da pequena área. Depois do gol, a seleção tentou reagir.

Aos 14 minutos, Tite fez a primeira substituição. Ele tirou Casemiro, que já havia recebido um cartão amarelo, e colocou Fernandinho. Em seguida, aos 21 minutos, ele tirou Paulinho e lançou Renato Augusto. O Brasil pressionava, mas não conseguia o gol. Tite ainda colocou Roberto Firmino no lugar de Gabriel Jesus.

O Brasil desperdiçou umas três oportunidades de vencer nos minutos finais e deixou o campo com o pior resultado desde 1978. Já os suíços festejavam em Rostov.

FICHA TÉCNICA:

BRASIL 1
Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda, Marcelo; Casemiro (Fernandinho), Paulinho (Renato Augusto), Philippe Coutinho, Willian; Gabriel Jesus (Firmino), Neymar. T.: Tite

SUÍÇA 1
Sommer; Lichtsteiner (Lang), Schär, Akanji, Ricardo Rodríguez; Behrami (Zakaria), Xhaka, Shaqiri, Dzemaili, Zuber; Seferovic (Embolo). T.: Vladimir Petkovic

Local: Arena Rostov, em Rostov
Juiz: César Ramos (MEX)
Gols: Philippe Coutinho (B), aos 20 minutos do primeiro tempo; Zuber (S), aos 4min do segundo tempo
Cartões amarelos: Casemiro (Brasil); Lichtsteiner e Schär

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.