Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Jornais argentinos se rendem ao 'favorito' Brasil e Neymar: 'Deixou de jogar para clipes de patrocinadores'

Com a Argentina eliminada, os jornais do país vizinho deixaram a rivalidade de lado e reconheceram o Brasil como grande favorito na Copa do Mundo na Rússia. Depois da vitória por 2 a 0 sobre o México, Neymar também foi muito exaltado, chamado, inclusive, de “rei” no diário “Olé”.

A principal publicação esportiva da Argentina, famosa pelas piadas com o futebol brasileiro, colocou Neymar como grande protagonista da classificação brasileira: “Já sem Messi e Cristiano, Neymar apareceu em seu nível para levar o Brasil às quartas. Muito 10 e muito time para os mexicanos.”

No texto sobre o jogo, ainda mais elogios ao craque brasileiro. “Tinha que decidir e não podia escolher momento melhor. Deixou de jogar para clipes de patrocinadores e vestiu a camisa de seu time. Em tempos em que Cristiano Ronaldo, Messi, Isco, Iniesta, Ozil e tantos outros craques do futebol mundial estão de férias. Aqui está o rei. Se chama Neymar, sim.”

Em outros dois outros grandes jornais argentinos, o Brasil é apontado como grande favorito ao título depois de passar pelos mexicanos – e também após as quedas de Alemanha, Argentina e Espanha.

“Brasil passou por cima do México e demonstrou que não lhe pesa nada o rótulo de favorito” foi a manchete do “Clarín”, parecida com a do “La Nación”: “Brasil vence o México por 2 a 0 e se firma como grande candidato ao título”.

O Clarín, ao contrário do Olé, porém, deu menos peso a Neymar, embora também o tenha elogiado. “O Brasil acaba de engatar a primeira, de esquentar os motores, de demonstrar que, até agora, é o mais candidato entre os candidatos a ficar com a Copa do Mundo. Porque o Brasil não é só Neymar. Influencia, sim, como sempre fazem os craques, mas a seleção não sofre a dependência da seleção argentina com Messi ou de Portugal com Cristiano Ronaldo”, avaliou.

Já o La Nación exaltou a força do Brasil em Copas, apesar da derrota vexaminosa de 7 a 1 na semifinal do Mundial de 2014 para a Alemanha.

“Essa equipe que pode dar mais ou menos espetáculo, que pode sair do seu Mundial com um 7 a 1 histórico ou que passeia pelos estádios de Copa como o dono de cinco coroas. Na Rússia, sua caminhada tem muito desse último. Essa vez foi o que fez na Cosmos Arena de Samara. No Mundial onde já deram adeus Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Andrés Iniesta, Neymar segue com vida."

Fonte: msn.com/espm

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.