Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Sem Lula, Bolsonaro venceria Haddad e Jaques Wagner, diz pesquisa

Preso há quase quatro meses, o ex-presidente Lula (PT) aparece à frente dos outros pré-candidatos à presidência da República, com 29% das intenções de voto, no levantamento divulgado nesta terça-feira (31) pelo Paraná Pesquisas. Sem o petista, no entanto, os dois nomes apontados pelo instituto como ‘plano b’ do PT – o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad e o ex-governador da Bahia Jaques Wagner – alcançam apenas 2,8% em cada um dos dois cenários e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) fica em primeiro lugar, com 23,6% e 23,5%, respectivamente.

Quando Haddad é apontado como plano B, Marina fica em segundo, com 14,4%. No caso de ser Jaques Wagner, ela fica com 14,3%.

Sem Lula, Ciro Gomes reage e passa Alckmin. Com Haddad candidato, o pedetista aparece com 10,7%, enquanto o tucano com 7,8%. Considerando Jaques Wagner, o ex-ministro tem 10,8% e o ex-governador de São Paulo, 7,9%.

No cenário com Lula, Bolsonaro aparece em segundo, com 21,8%. Marina Silva (Rede) vem em terceiro, com 9,2%; Geraldo Alckmin (PSDB) em quarto, com 6,2%; Ciro Gomes (PDT) em quinto, com 6%. Em seguida, Álvaro Dias (Podemos), 4,2%; Manuela D’Ávila (PCdoB), 1%; João Amoêdo (Novo), 0,9%; Henrique Meirelles (MDB), 0,8%; Levy Fidelix (PRTB), 0,8%; Guilherme Boulos (PSOL), 0,5%; Paulo Rabello de Castro (PSC), 0,3%; e Vera Lúcia (PSTU), 0,1%. No cenário que considera a candidatura de Lula, 16,2% dizem que não vão votar em nenhum e 3% não sabem.

Maioria não votaria em Haddad

O que teve a maior rejeição entre os nomes colocados na pesquisa estimulada, apontado por 67% como candidato em que não votariam de jeito nenhum, foi Fernando Haddad. Alckmin foi a resposta de 63,3% e Meirelles de 62,3%. Em seguida, Ciro Gomes (58,9%), Marina Silva (55,2%), Bolsonaro (54,3%), Lula (54,1%) e Álvaro Dias (46%).

Álvaro Dias é o mais desconhecido

Dos entrevistados, 25,1% afirmaram que não conhecem Álvaro Dias suficientemente para opinar. Esse foi o percentual mais alto. Em seguida vieram Meirelles (18,9%), Haddad (12,6%), Ciro Gomes (7%), Bolsonaro (4,4%), Alckmin (3,5%) e Marina Silva (1,9%). Lula (0,6%) é o menos desconhecido.

Foram entrevistados 2.240 eleitores de 170 municípios brasileiros entre os dias 25 a 30 de julho de 2018. O grau de confiança é de 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2% para os resultados gerais. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-00884/2018.

Fonte: NE10/Blog do Jamildo

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.