Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Dólar volta a fechar abaixo de R$ 3,70 e Bolsa sobe com otimismo eleitoral

De uma cesta de 24 emergentes, o real foi a divisa que mais ganhou força ante o dólar, sendo que apenas 7 delas avançaram

O dólar voltou a fechar abaixo de R$ 3,70 e a Bolsa brasileira avançou nesta segunda-feira (22), confirmando o otimismo de investidores com a reta final da eleição brasileira.

A moeda americana cedeu 0,72%, a R$ 3,6880. De uma cesta de 24 emergentes, o real foi a divisa que mais ganhou força ante o dólar, sendo que apenas 7 delas avançaram.

A Bolsa brasileira avançou 1,63%, a 85.596 pontos, também descolada do exterior. O Ibovespa foi puxado por papéis da Vale e da Petrobras. Nesta semana se inicia a divulgação de resultados das companhias no terceiro trimestre.

Em nota a clientes, a equipe do BTG Pactual afirmou ter uma visão positiva para o período, principalmente ante o segundo trimestre, que foi marcado por eventos atípicos, a paralisação dos caminhoneiros. Mas disse não ver grandes oportunidades de negócios em papéis de grande liquidez, pois o mercado já precificou uma boa recuperação.

Além disso, investidores seguem focados no cenário eleitoral. Novas pesquisas desta segunda continuam mostrando a vantagem de Jair Bolsonaro (PSL) contra Fernando Haddad (PT) na preferência dos eleitores no segundo turno, que ocorre no próximo domingo (28).

Nesta terça (23), serão conhecidos novos números do Ibope e, na quinta (25), do Datafolha. Para além dos dados das pesquisas, o mercado financeiro começa a destacar movimentos de Bolsonaro pela governabilidade.

Em relatório, a Guide destacou que Bolsonaro já afirmou que o PSL não disputará a presidência da Câmara e que o DEM, do anunciado chefe da Casa Civil em um governo Bolsonaro, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), articula a reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para o posto. "Grande avanço em direção a governabilidade, ou em bom português: tocar o barco", escreveu a corretora.

Com as atenções voltadas ao mercado doméstico, investidores ignoraram a reversão de tendência do exterior. O dia começou positivo com a alta no mercado chinês, reflexo de reação das autoridades chinesas após desempenho negativo da economia do país. O índice CSI 300, que mede o desempenho dos papéis das bolsas de Shangai e Shenzen, subiu 3,1% na sexta (19) e mais 4,3% nesta segunda. Esta alta configura a maior alta diária do índice dos últimos 3 anos.

Na Europa e nos Estados Unidos, o dia começou positivo, mas os ganhos não se sustentaram. A exceção foi o índice de tecnologia Nasdaq, que subiu 0,26%.

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.