Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Governo Temer nomeia 28 indicados por Bolsonaro para equipe de transição

Para quarta-feira (7), está marcado o primeiro encontro entre Bolsonaro e Temer, que deve ser realizado no Palácio do Planalto

O presidente Michel Temer nomeou nesta segunda-feira (5) uma equipe de 28 nomes indicados pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, para compor o gabinete de transição de governo.

A lista dos indicados, que receberão salários que irão variar de R$ 2.585 a R$ 16.215, foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União. Do total, cinco foram designados sem remuneração.

Além do deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que irá coordenar o grupo, foram nomeados os futuros ministros Marcos Pontes (Ciência), Augusto Heleno (Defesa) e Paulo Guedes (Fazenda). Para a equipe econômica, foram indicados os pesquisadores do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) Adolfo Saschida e Alexandre Iwata, o tributarista Marcos Cintra, os professores da USP (Universidade de São Paulo) Abraham e Arthur Weintraub, entre outros.

Do atual governo, foram nomeados o secretário-executivo da Secretaria-Geral, Pablo Tatim, o coordenador-geral da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Waldery Rodrigues Junior, e o diretor de Programa da Secretaria de Articulação para Investimentos e Parcerias, Bruno Castro de Carvalho.

Para quarta-feira (7), está marcado o primeiro encontro entre Bolsonaro e Temer, que deve ser realizado no Palácio do Planalto. Na reunião, o presidente entregará uma cartilha sobre os resultados de sua gestão e deve defender ao militar a votação de uma reforma previdenciária ainda neste ano, apesar da resistência do Congresso.

No período da transição, Bolsonaro deve permanecer, enquanto estiver em Brasília, na Granja do Torto, residência oficial da Presidência da República, que passou por reforma para recebê-lo. Por uma questão de segurança, Temer também cedeu um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) para que Bolsonaro se desloque até assumir o Palácio do Planalto, em janeiro.

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.