Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Unimed inaugura Hospital Materno Infantil no Recife

Hospital tem 131 leitos, 25 UTIs Neonatal, Pediátrica e Adulto, dez leitos e oito salas de cirurgia e deve atender cerca de 215 mil pacientes a partir do dia 8 de dezembro

O polo médico da Ilha do Leite, na área central do Recife, ganhou uma unidade de saúde focada nas mulheres e crianças. A Unimed Recife inaugurou, na noite desta terça-feira (27), o Hospital Geral Materno Infantil (HGMI), com 131 leitos, 25 Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) Neonatal, Pediátrica e Adulto, dez leitos e oito salas de cirurgia e deve atender cerca de 215 mil pacientes do plano de saúde a partir do dia 8 de dezembro.

Autoridades e profissionais da área de saúde prestigiaram a solenidade de inauguração, que contou com descerramento da placa e visita às instalações do prédio, que foi construído em três anos, com um investimento de cerca de R$ 55 milhões com recursos próprios. O novo empreendimento gerou 500 novos empregos diretos e indiretos. "Nesse momento de alegria e satisfação, agradecemos aos médicos cooperados que viabilizaram este hospital. Em junho de 2015, lançamos a pedra fundamental, e as dificuldades econômicas não nos intimidaram", disse a presidente da Unimed Recife, Maria de Lourdes Araújo.

A estrutura da unidade conta com emergência pediátrica e obstétrica, duas salas de parto humanizado, um bloco cirúrgico, 64 enfermarias, UTI Neonatal e Adulto, 23 leitos exclusivos para obstetrícia. O HGMI também contará com banco de leite e uma equipe que irá orientar as mães sobre aleitamento.

De acordo com Maria de Lourdes Araújo, este também é o segundo hospital da América Latina que nasce totalmente digital. "Ele já inicia sem nenhum papel. O primeiro que iniciou assim foi Hospital Unimed Recife III", pontuou a presidente. Além disso, o novo prédio tem fachada termowall, tipo de isolamento térmico que torna o ambiente mais fresco e economiza energia e conta um tanque de termoacumulação, que reaproveitará a água do ar condicionado, convertendo-a em energia elétrica para as dependências do hospital.

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.