Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Com pouca chuva, vazão nas usinas do São Francisco pode ser reduzida

Com chuvas abaixo da média do mês de janeiro, a vazão das usinas hidrelétricas de Sobradinho, na Bahia, e Xingó, entre Alagoas e Sergipe, pode ser reduzida. Em reunião da Agência Nacional de Águas (ANA), nessa segunda-feira (21), foi definido que serão acompanhadas as projeções dos níveis dos reservatórios para o fim de abril e, se houver piora nas expectativas, medidas de restrição poderão ser adotadas.

De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), nos primeiros 19 de dias de janeiro foram registrados somente 19 milímetros de chuvas, cerca de 10% da média esperada para o mês, que é o segundo mais chuvoso na bacia do São Francisco historicamente. Ainda segundo o Cemaden, a existência de uma zona de alta pressão no centro do País inibe a precipitação e a passagem de sistemas frontais que alcancem a bacia do rio.

Nos próximos 15 dias é esperado que a precipitação acumulada permaneça abaixo da média. A próxima reunião será no dia 4 de fevereiro.

Pela regra definida nessa segunda-feira (21), sempre que as simulações da evolução do reservatório equivalente do Sistema Hídrico do Rio São Francisco indicarem um volume superior ou igual a 50% de seu volume útil ao final de abril de 2019, fica mantida a atual defluência de 800 metros cúbicos por segundo em Xingó e de aproximadamente 950 metros cúbicos por segundo em Sobradinho.

Além disso, sempre que as simulações de evolução do armazenamento de Sobradinho indicarem um volume útil inferior a 45% no final de abril, será necessário aumentar as vazões liberadas pelo reservatório de Três Marias (MG), de forma a buscar um maior equilíbrio entre os reservatórios.

Em reunião de 17 de dezembro, foi determinado que a partir de 18 de dezembro o reservatório da hidrelétrica de Três Marias passasse a liberar pelo menos 120 metros cúbicos por segundo, em vez do patamar mínimo de 100 metros cúbicos por segundo que vinha sendo praticado. A partir de 1º de janeiro, a vazão mínima defluente subiria para 150 metros cúbicos por segundo, limite mínimo de operação para Três Marias na atual situação de armazenamento.

Para o reservatório de Xingó (AL/SE), a vazão defluente foi elevada de uma média mensal de 600 metros cúbicos por segundo para 700 metros cúbicos por segundo a partir de 18 de dezembro e para 800 metros cúbicos por segundo a partir de 11 de janeiro.

Fonte: Wildes de Brito

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.