Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Estudante de medicina denuncia diretor do Grande Recife por agressão

Matheus Harmes Malta Gantois, 21 anos, realizou a denúncia na manhã deste domingo (13)

A denúncia feita por um estudante de medicina que teria sido agredido por um funcionário do Grande Recife Consórcio de Transportes, dentro de um flat de luxo, em Muro Alto, no Litoral Sul do estado, está sendo investigada pela Polícia Civil de Pernambuco. Matheus Harmes Malta Gantois, 21 anos, realizou a denúncia contra o diretor de gestão do Grande Recife, Carlos Eduardo Figueiredo, na manhã deste domingo (13). O caso teria acontecido depois que um grupo de jovens voltava de uma festa em Maracaípe. O agressor seria pai de uma colega de Matheus e, segundo ele, teria entrado no condomínio já agredindo o estudante. 

De acordo com Matheus, ele estava na festa quando recebeu uma mensagem da colega que seria filha do agressor, por volta das 0h30. A menina pediu para encontrá-lo próximo ao banheiro do evento e estaria chorando, mas não quis dizer o que havia acontecido. Matheus afirma que enviou uma mensagem para a irmã da garota, por volta da 1h, e solicitou um Uber para que os dois fossem para casa, no flat em Muro Alto. Ao chegar, os jovens ficaram conversando e acabaram pegando no sono, em um sofá.

Por volta das 3h, eles teriam acordado com uma ligação da irmã da garota, afirmando que o pai dela e o irmão estavam lá para buscá-la. Ao descerem, Matheus diz que foi empurrado por Carlos ao tentar explicar o motivo de a menina estar lá. Ele teria sido agredido com socos na região das costas e da cabeça. Um casal de moradores e o irmão da menina teriam intervindo na confusão. Carlos teria fugido do local, quebrando a cancela do condomínio.

Já Carlos Eduardo informou que os fatos "não condizem com a realidade". Em nota, ele afirmou que "diante dos fatos divulgados pela imprensa decorrentes do incidente ocorrido na madrugada deste domingo (13), envolvendo a mim e uma das minhas filhas, venho a público informar que a versão apresentada aos veículos de comunicação não condiz com a realidade dos fatos e que já estou tomando as medidas judiciais cabíveis. Por fim, peço privacidade a minha família, pois ainda estamos abalados com a situação".

A polícia solicitou as câmeras do local. Matheus foi submetido à perícia traumatológica no Instituto de Medicina Legal (IML) na manhã deste domingo. 

Fonte: Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.