Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Falso médico de Catende é cubano remanescente do Mais Médicos, diz prefeitura

Profissional, que deveria ter voltado a Cuba após o fim do programa, usava nome e registro de um médico brasileiro

Um profissional cubano remanescente do Mais Médicos é o falso médico que atendia pacientes na unidade mista doutor João Mayrick, em Catende, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, segundo nota emitida pela prefeitura da cidade nesta terça-feira (15). Ele, que deveria ter voltado a Cuba após o fim do programa, usava nome e registro profissional de um médico brasileiro. O falsário foi identificado, mas não teve o nome divulgado pela gestão municipal, e segue desaparecido.

O caso veio a público na última sexta-feira (11), quando o Portal FolhaPE publicou reportagem sobre a descoberta do profissional impostor. Ele havia realizado a transferência de um paciente em estado grave para o Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, na área central do Recife, na madrugada da segunda-feira (7). O doente morreu e o profissional sumiu.

A nota emitida pela Secretaria de Saúde de Catende nesta terça esclareceu que a gestão não tinha informação sobre a regularidade desse profissional remanescente. Além disso, a unidade de saúde na qual ele estava atuando está em reformas e parte dos atendimentos foi transferida para a policlínica da cidade. 

Leia a nota na íntegra:
A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Catende, esclarece que assim como o Cremepe, não tinha a informação da regularidade do profissional remanescente do programa federal, o Mais Médico (sic). Comunicamos também, que a unidade Mista Dr. João Mayrick se encontra em reforma, e que parte dos atendimentos foram direcionados ao prédio da Policlínica. As duas unidades estão oferecendo atendimentos normalmente conforme as normas de saúde. Nos colocamos à disposição para contribuir com a investigação do órgão fiscalizador e da Polícia Civil.

De acordo com o site do Ministério da Saúde, existem sete vagas autorizadas do Mais Médicos em Catende. A reportagem tentou contato por telefone com o secretário de saúde da cidade, Marcos Barbosa, para obter a lista e saber como está o preenchimento das vagas, mas não obteve retorno.

Denúncia do Cremepe
Fiscais do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) formalizaram queixa na última semana para identificar e prender o falso médico. O conselho também alertou o profissional que teve o número do CRM clonado. 

O vice-presidente do Cremepe, Maurício Matos, destacou que toda unidade hospitalar deve se certificar da inscrição do profissional médico no conselho regional antes de qualquer contratação, sob pena de responsabilização e sanções ao diretor técnico e diretor geral das unidades de saúde. 

O titular da Delegacia de Polícia Civil da cidade, o delegado Alexandre Henrique, retorna de férias nesta quarta-feira (16) e deverá dar sequência às investigações do caso.

Levantamento do Mais Médicos
Segundo levantamento do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco (Cosems-PE), 182 vagas que eram ocupadas por médicos cubanos do convênio internacional dos Mais Médicos ainda não foram preenchidas no Estado. 

A última chamada nacional, que teve como alvo médicos formados em instituições de educação superior brasileira ou com diploma revalidado no País, atraiu poucos profissionais. Apenas 43 foram homologados. No edital anterior, 202 médicos tiveram a candidatura homologada.

Já o balanço do Ministério da Saúde informou que 82% das vagas do Mais Médicos foram preenchidas no Brasil e que mais de 7 mil médicos com registro no País se apresentaram aos municípios. Ao todo, 8.517 oportunidades foram disponibilizadas após o encerramento da cooperação com Organização Pan-Americana (Opas).

Dos 1.707 profissionais que se inscreveram na última chamada, 1.089 compareceram aos locais escolhidos e tiveram a participação validada pelos gestores municipais até o dia 14 de janeiro. Os médicos ocuparam as vagas de mais da metade das cidades com oportunidades abertas (689) e de 11 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). Ao todo, a etapa contou com 2.549 vagas em 1.197 municípios e 34 distritos indígenas.

Os postos que estiverem em aberto serão disponibilizados na próxima etapa, entre os dias 23 e 24 de janeiro, para os profissionais brasileiros formados no exterior. Se não forem preenchidas, as vagas serão reabertas, nos dias 30 e 31 de janeiro, para os médicos estrangeiros participarem do Mais Médicos.

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.