Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Olinda divulga programação da abertura e primeiros detalhes do carnaval

Com tema A Fantasia é Você, a festa será estruturada em oito polos de folia

O carnaval de Olinda terá um menor número de palcos e mais agremiações desfilando pelas ruas em 2019. Neste ano, serão 300 agremiações a mais e quatro polos a menos, mudança que ocorre em função de uma pesquisa de interesse realizada nos dois últimos carnavais pela prefeitura. Na manhã terça-feira (5), foram divulgados os primeiros detalhes da Folia de Momo da cidade. Entre as novidades, estão a presença de Elba Ramalho em show de abertura, ao lado de Alceu Valença, e a realização de arrastões de frevo na periferia da cidade.

Com o tema A Fantasia é Você, a festa deste ano faz um convite para que foliões curtam o sonho de ser quem quiser. A abertura acontecerá no dia 28 de fevereiro, a partir das 17h, com um Arrastão do Frevo (Orquestra de Frevo com 35 músicos, Bonecos Gigantes e Passistas saindo da Prefeitura de Olinda). A concentração acontece no Palácio dos Governadores (sede da prefeitura), com cortejo até a Praça do Carmo. 

Em seguida, às 19h30, haverá shows do Grupo Bongar com participação de Silvério Pessoa e do Clube Carnavalesco de Alegoria e Crítica O Homem da Meia-Noite. Às 21h, Quinteto Violado convida Charles Theone e Maracatu Nação Pernambuco, que comemora 30 anos de história. Finalizando a noite, às 23h, acontece o encontro de Alceu Valença e Elba Ramalho. O restante da programação será divulgada depois do próximo dia 11, quando o conselho responsável pela curadoria terminará de selecionar as atrações inscritas.

Já se sabe, entretanto, que a quantidade de polos diminuirá de 12 para oito. "Nos últimos carnavais, fizemos pesquisas qualitativas e quantitativas e percebemos que a população preferia o carnaval de chão do que o de palco. Então, ouvindo o feedback do próprio folião, fizemos essa mudança", explicou o secretário de Patrimônio, Cultura, Turismo e Desenvolvimento Econômico de Olinda, João Luiz. Deixam de existir os palcos montados na Praça 12 de Março, no Varadouro, em Salgadinho e Rio Doce. Nesses dois últimos, serão instalados trios móveis. No Varadouro, o palco será substituído por uma passarela de evolução das agremiações. No total, passarão pelo carnaval de Olinda 1,8 mil blocos e 200 artistas.

Também haverá orquestras itinerantes pelas ladeiras do Sítio Histórico, com horários e roteiros pré-definidos. "Elas circularão como uma espécie de linhas de ônibus, de maneira mais organizada, com fiscalização e saindo a cada 20 minutos", detalhou o secretário João Luiz. Outra novidade é a realização de dois arrastões com troças históricas da cidade em Peixinhos e Rio Doce, que ocorrerão um fim de semana antes do desfile das virgens. "Queremos ofertar para a população que muitas vezes não consegue vir até o Sítio Histórico em pleno carnaval a oportunidade de ver as agremiações tradicionais", acrescentou João Luiz.

Serão investidos neste ano aproximadamente R$ 9 milhões, dos quais R$ 5 milhões serão garantidos por meio do patrocínio de uma cervejaria. O resultado da licitação que definirá a empresa será divulgado no próximo dia 8. Além disso, R$ 1,5 milhão é de verba do governo estadual e cerca de R$ 1 milhão financiado pela empresa Uber. "Queremos repetir o que fizemos no ano passado e tentar não mexer nos cofres municipais", explicou o prefeito, Professor Lupércio.

Está sendo esperado para a folia um público maior do que o de 2018, quando passaram por Olinda 3 milhões de pessoas de 74 países diferentes. A cidade começará a receber as cores da festa na próxima semana, quando as principais vias da Cidade Alta receberão a decoração. O tema este ano vai reverenciar o universo imaginativo do folião. A atmosfera do invencionismo será percebida na decoração com artes e símbolos de algumas fantasias, como bonecos vestidos de anjos, sereias, caveiras mexicanas, super heróis, piratas, passistas, arlequins e princesas.

Homenageados do carnaval 2019
Neste ano, Olinda fará uma votação pública para definir os dois homenageados da festa. A escolha aberta foi uma forma encontrada pela prefeitura para contemplar a perda de nomes importantes da cultura e do carnaval local, como Lula do Estandarte, falecido em março de 2018, e Clóvis Ferreira, ex-presidente da Escola de Samba Preto Velho, que morreu em novembro passado. Foram definidos 10 nomes, em quem o público poderá votar dos dias 11 ao 15 de fevereiro. A votação acontecerá na internet, em página que será divulgada até o fim da semana.   

Confira os nomes escolha dos homenageados

Mirula - um dos fundadores do Clube Elefante de Olinda
Lula do Estandarte - artesão responsável de várias agremiações tradicionais
Cabela - fundador da troça Ceroula de Olinda
Mestre Afonso - mestre do Maracatu Leão Coroado
Clóvis Ferreira - ex-presidente da Escola de Samba Preto Velho
Baixinha - uma das fundadoras do Grêmio Lítero Recreativo Cultural Misto Carnavalesco Eu Acho é Pouco
Miúcha - ex-foliã do Boco Segura a Coisa
Mestre Ferrugem do Coco - destaque do gênero do coco
Bartholomeu Santiago - fundador do bloco Marim dos Caetés
Mário Raposo - conhecido como o Lord de Olinda

Confira os polos deste ano: 

- Polo Carmo;
- Polo Fortim; 
- Polo Varadouro;
- Polo Guadalupe
- Polo Xambá;
- Polo Rio Doce;
- Polo Alto da Sé;
- Polo  Infantil;

Programação da abertura

17h - Arrastão do frevo 
19h30 - Bongar convida Silvério Pessoa e o Clube Carnavalesco de Alegoria e Crítica o Homem da Meia-Noite
21h - Quinteto Violado convida Charles Theone e Maracatu Nação Pernambuco 
23h - Alceu Valença convida Elba Ramalho  

Fonte: Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.