Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Pai vende sua filha de um ano por R$ 34 mil para pagar dívidas de jogo online

Um homem foi preso por vender sua filha por R$ 34 mil para liquidar sua dívida de jogo online. O pai foi identificado como Jiang. 

De acordo com site britânico Daily Mail, Jiang disse para sua esposa que estava levando a filha para a casa da avó em novembro do ano passado. No entanto, depois de não ter notícias de sua filha por três meses, a esposa de Jiang começou a desconfiar do paradeiro da menina.

Toda vez que ela perguntava sobre sua filha, Jiang só dava desculpas diferentes para justificar sua ausência. Depois de três meses, sua esposa resolveu verificar o telefone do marido depois que ele o deixou em casa.

Ela então descobriu que seu marido estava se comunicando com um casal de Zhoushan, Zhejiang, na China e que ele estava planejando vender sua filha para esse casal. Ela rapidamente voou para ver sua sogra e ficou chocada depois que lhe disseram que sua filha havia sido levada semanas atrás. 

Depois que a mãe relatou o caso, as autoridades começaram a procurar por Jiang que havia desaparecido. Eles finalmente encontraram Jiang em um hotel em Guiyang e imediatamente o prenderam por suspeita de tráfico humano em meio a investigações em andamento.  

Jiang admitiu à polícia que teve que vender a filha porque estava desempregado e não podia pagar sua dívida de jogo online no valor de 60 mil yuanes (cerca de R$ 34 mil). Segundo o pai, após ele ver um post on-line sobre adoção infantil, ele encontrou em contato com o casal e estava disposto a vender sua própria filha a eles pelo preço mencionado acima.

O homem também mentiu para o casal e disse que ele estava vendendo a filha porque sua esposa havia se divorciado dele e que ele era pobre demais para criá-la sozinho. Depois de rastrear os compradores, a criança foi finalmente encontrada e levada para casa para se reunir com sua mãe na última sexta-feira. O pai da menina foi preso e o caso está sendo investigado.

Fonte: Wildes de Brito

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.