Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Inter devolve vantagem, derruba Palmeiras nas penalidades e segue na Copa do Brasil

Jogo movimentado, com polêmica, confusão e penalidades. Ingredientes dignos de um jogo decisivo de mata-mata. Assim foi Internacional e Palmeiras, no Gigante da Beira-Rio. No tempo normal, o Inter soube se impor e tratou de devolver a vantagem de 1 a 0. Além do gol colorado, o jogo contou com pênalti anulado pelo VAR e gol invalidado nos acréscimos. Nas penalidades, melhor para o Inter, que venceu por 5 a 4.

Com a vitória na marca da cal, os comandados de Odair Hellman estão garantidos nas semifinais da Copa do Brasil e irão encarar o Cruzeiro, que levou a melhor sobre o rival Atlético no agregado.

Inter pressiona e sai na frente
O jogo começou intenso em Porto Alegre. Logo no primeiro minuto, Depois de escanteio de Dudu, a bola passou pela área colorada e desvia em Gustavo Gómez. Marcelo Lomba, atento no lance, defendeu sem problemas. A resposta gaúcha foi rápida. D'Alessandro recebeu de Guerrero e bateu rasteiro, de primeira. Weverton segurou.

Precisando do resultado, o Inter era o responsável por propor as ações do confronto. Com mais de 60% de posse de bola, o time da casa empurrou o Palmeiras para o seu campo de defesa. Aos 10, Rodrigo Moledo subiu livre na grande área e cabeceou com perigo.

A pressão colorada persistiu e as chances foram se acumulando. Primeiro, Nico López recebeu de Edenílson e bateu rente à trave palmeirense. Depois foi a vez de Paolo Guerrero passar por Gustavo Gómez e obrigar Weverton a espalmar. No rebote, Edenílson mandou por cima.

De tanto insistir, o Colorado abriu o placar no Beira-Rio. Aos 40, D'Alessandro tentou tabela com Guerrero, mas jogada não segue. Na sequência, Edenílson recupera na entrada da área e tenta o chute. A bola desvia na marcação e sobra para Patrick, que, na raça, brigou pela finalização e superou Weverton. Colorado na frente. 

Assim como na partida de ida, o Palestra teve o contra-ataque ao seu dispor e não soube aproveitar. Pouco depois de levar o gol, a equipe paulista conseguiu fugir em velocidade, mas, na hora de marcar, Dudu bateu de esquerda e parou nas mãos de Marcelo Lomba.

VAR, confusão e decisão na marca da cal
Com o Beira-Rio pulsando, o Internacional não mudou sua postura com a chegada da etapa complementar. Com muita gana e intensidade, o Colorado encurralou o Alviverde, que, com muitos erros, não conseguia escapar do controle adversário.

Logo aos sete minutos, Lindoso cruzou da esquerda e Nico Lopez completou de primeira. Weverton fez ótima defesa. No rebote, o atacante do Inter desviou, e o goleiro do Palmeiras defendeu novamente.

Com o passar do tempo, porém, o ritmo dos donos da casa diminuiu, e o Palestra passou a ter mais a bola. O presença palmeirense no campo ofensivo não foi traduzido em chances reais de gol. Pelo contrário, da metade para o fim da etapa complementar, o confronto ficou truncado e catimbado. As faltas e divididas mais ríspidas tomaram conta da partida.

Até que aos 35, surgiu um dos lances capitais da partida. Felipe Melo recebeu na área, dividiu com Edenílson e caiu pedindo pênalti. A arbitragem, na hora, marcou. Porém, após consulta ao árbitro de vídeo, a arbitragem voltou atrás e anulou a penalidade. 

O VAR voltaria a ser protagonista nos acréscimos. Em bola alçada na área alviverde, Cuesta subiu bem e desviou para o fundo das redes. Seria o gol da classificação colorada no tempo normal. Porém, ele, sempre ele, o árbitro de vídeo apareceu para anular o tento gaúcho. Na revisão do lance, D'Alessandro foi expulso por acompanhar a arbitragem, com muita cobrança, até a cabine da tecnologia. Fim de jogo, confusão e disputa por pênaltis no Beira-Rio.

Colorado avança
Nas penalidades, Guerrero e Bruno Henrique abriram a disputa em igualdade. Na sequência, Rafael Sóbis colocou o Inter em vantagem e Gustavo Gómez parou em Marcelo Lomba, que, com os pés, fez a defesa. As cobranças foram sendo convertidas até Patrick, autor do gol no tempo normal, ir para a bola e perder. William aproveitou para devolver o empate no marcador.

Na abertura das alternadas, Nonato bateu firme e anotou para o Colorado. Moisés foi para o troco, mas o travessão apareceu no meio do caminho para dar a vaga nas semifinais da Copa do Brasil para o time gaúcho.

Fonte: Msn.com

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.