Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Polícia Federal divulga troca de mensagens entre menina de 9 anos e suspeito de pornografia infantil em Caruaru

Mensagens foram trocadas por meio de uma rede social. Menina adicionou o suspeito porque ele criou um perfil com o nome de Maria Juliana com uma foto da Minnie, diz PF.

A Polícia Federal divulgou na noite da quinta-feira (29) uma troca de mensagens entre uma menina de nove anos e um suspeito de pornografia infantil, de 25, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. As mensagens foram trocadas por meio do Facebook.

De acordo com a PF, a menina adicionou o suspeito porque ele criou um perfil com o nome de Maria Juliana e uma foto da Minnie Mouse, personagem da Disney. Para apurar o caso, a polícia deflagrou a operação "Help VIII".

O pai da criança contou à Polícia Federal que criou um perfil para a filha porque a menina havia insistido muito. Ele deixava a garota usar a rede social de forma livre. Segundo ele, a criança havia adicionado alguns colegas, primos e tias, além do perfil falso do suposto criminoso.

Ao olhar as conversas da menina, o pai viu a troca de mensagens com "Maria Juliana". Por meio da rede social, o homem perguntou a cor da calcinha que a menina estava usando e se ela "era safada ou não". O suspeito também pediu para a vítima enviar fotos do órgão genital dela. Em seguida, ele mandou uma foto do órgão genital dele.
Depois de ver as mensagens, os pais da garota fizeram a denúncia na PF. Após a denúncia, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão expedidos em três locais - dois em Caruaru e um em Jaboatão dos Guararapes, já que o suspeito usou a internet no bairro de Candeias por várias vezes para entrar em contato com a menina.

Nos locais que foram alvos das buscas foi apreendido um aparelho celular do suspeito, que irá passar por uma perícia técnica. O suspeito que usou o perfil "Maria Juliana" é solteiro, vendedor e natural de Boa Vista, em Roraima. Ele não possui antecedentes criminais, conforme informou a polícia.

Ele foi intimado e compareceu na Delegacia da Polícia Federal de Caruaru, onde foi indiciado por "aliciar, assediar, instigar ou constranger, por qualquer meio de comunicação, criança, com o fim de com ela praticar ato libidinoso". A pena varia entre um e três anos de reclusão, mas ele vai responder ao processo em liberdade.

"Em seu interrogatório o suspeito confirmou que usou o perfil Maria Juliana e falou com a menor de idade, que enviou uma foto do seu órgão genital para ela, mas que não sabia que se tratava de uma menor de idade e que na oportunidade em que se comunicou com ela estava na casa de sua tia em Candeias", destacou a polícia.

Fonte: G1 Caruaru

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.