Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Metade dos brasileiros parou de postar política no WhatsApp, diz Datafolha

Pesquisa Datafolha divulgada nesta 3ª feira (24.dez.2019) pelo jornal Folha de S. Paulo mostra que cerca de metade (51%) dos brasileiros desistiram de comentar ou compartilhar conteúdos relacionados a política no WhatsApp para evitar brigas com família e amigos.

Dos funcionários públicos, 61% disseram que deixaram de debater política no aplicativo. Outros 59% dos entrevistados com ensino superior também desistiram de debater o assunto na rede social. Quando se trata do grupo de donas de casa, a constatação é oposta: 60% afirmaram que não deixam de falar por medo de desentendimentos.

Entre os entrevistados, 27% saíram de algum grupo para não discutir. Outros 19% deixaram de seguir ou bloquearam o perfil de um amigo, familiar ou até de empresas por discordar de suas posições políticas.

Leia os números:

51% – deixaram de comentar ou compartilhar alguma coisa sobre política em grupo de WhatsApp para evitar discussões com amigos ou familiares;
46% – deixaram de publicar algo sobre política nas redes sociais para evitar discussões com amigos ou familiares;
27% – saíram de algum grupo de WhatsApp para evitar discussões políticas com amigos ou familiares;
19% – deixaram de seguir ou bloquearam algum amigo ou pessoa da família por discordar das suas posições políticas;
19% – deixaram de seguir ou bloquearam alguma empresa ou marca por causa de suas posições políticas;
16% – entraram em grupo em redes sociais para discutir e divulgar ideias políticas parecidas com a sua;
14% – mudaram a foto do perfil para apoiar alguma causa política.

O levantamento entrevistou 2.948 pessoas em 176 municípios em 5 e 6 de dezembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. As respostas citadas se referem a comportamentos adotados nos últimos 12 meses, ou seja, de dezembro de 2018 a dezembro de 2019. Considera apenas quem tem conta em redes sociais.

Fake news
O levantamento questionou: “As redes sociais servem mais para divulgar notícias falsas do que para informar as pessoas”.

59% – concordam;
37% – discordam;
4% – não sabem/não concordam nem discordam.

O WhatsApp iniciou uma campanha publicitária no fim deste ano para combater o compartilhamento de notícias falsas. O app veiculou publicidade digital, impressa e em outdoores em todo o Brasil. A empresa declarou que a ação faz parte de 1 “esforço educacional de longo prazo para combater a desinformação”.

Fonte: Msn.com

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.