Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Covid-19: Brasil registra 3.904 casos confirmados e 114 mortos

Os números foram divulgados neste sábado (28) pelo Ministério da Saúde. 22 novas mortes foram registradas pelo Ministério

 Subiu para 3.904 o número de casos confirmados do novo coronavírus do Brasil. A informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde na tarde deste sábado (28). O número de registros da doença representa um salto de 17% com relação a quinta-feira, quando eram 3.417 casos. O número de mortos também aumentou, passando de 92 pessoas, divulgado na sexta-feira (27), para 114 neste sábado.

De acordo com o Mnistério da Saúde, foram registrados 487 novos casos nas últimas 24 horas, 14% de incremento em relação ao dia anterior. 

O ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou que o governo realizará uma compra grande de equipamentos de proteção individuais (EPIs) para os profissionais de saúde do país. “Nós vamos amos ter que contratar aviões para poder embarcar e poder chegar aqui, trazendo equipamentos da China, porque está muito difícil chegar lá para trazer tudo”, afirmou. Ele também pediu para as pessoas ficarem em casa. “Mais uma razão para gente ficar em casa, parado, até que a gente consiga colocar na mão nos profissionais que precisam. Se a gente não ficar, vai faltar para o rico, para o pobre, para todo mundo.” 

São Paulo é o estado com maior número de infectados, com 1.406 pessoas infectadas, contra 1.223 da sexta. O Rio de Janeiro aparece na sequência, com 558. Só em São Paulo morreram 84 pessoas; outras 13 morreram no Rio de Janeiro. ​

Houve registro ainda de mortes no Amazonas (1), Ceará (4), Pernambuco (5), Piauí (1), Goiás (1), Paraná (2), Rio Grande do Sul (2) e Santa Catarina (1).

A primeira morte no Piauí pela doença foi confirmada na manhã deste sábado pela Secretaria de Saúde local. O prefeito de São José do Divino, Antônio Nonato Lima Gomes, morreu na madrugada de sexta-feira (27) vítima do Covid-19. Com isso, já são sete mortos no Nordeste.

A região Sudeste segue concentrando a maioria dos casos, 56,9% . Nordeste tem 16%, Sul, 13,2%, Centro-oeste, 9,2%, e Norte , 4,7%.

De acordo com o Ministério da Saúde, 90% dos casos de óbitos são de pessoas acima de 60 anos. E 84% das mortes são de pacientes com ao menos um fator de risco -diabetes, cardiopatia e problemas respiratórios. No total, desde o início do ano, são 15.140 hospitalizações por problemas respiratórios.

Conforme a Folha de S.Paulo revelou, o Ministério da Saúde distribuiu neste sábado aos gestores estaduais da área um plano de transição à quarentena adotada para combate à pandemia do coronavírus. A proposta prevê que escolas e universidades fiquem fechadas até o fim do mês de abril, com possibilidade de extensão também para o mês de maio.

Sugere, também, que haja afastamento de idosos e pessoas de grupos de risco de atividades sociais e trabalho por três meses, além do veto a eventos, cinemas, cultos e incentivo a práticas de home office.

O plano sugere ainda que bares e restaurantes possam abrir funcionando com 50% da capacidade instalada e reforço de ações de prevenção. O tema foi discutido entre Bolsonaro e ministros na manhã deste sábado, em encontro que durou cerca de duas horas com foco em ações tomadas na semana e o afrouxamento das restrições impostas em alguns estados.

O presidente quer a liberação do comércio em todo o país. Neste sábado, a Justiça do Rio proibiu o governo federal de divulgar nas redes sociais e na imprensa a campanha #OBrasilnãopodeparar, criada para pressionar estados e municípios a suspenderem as medidas restritivas.

A Justiça do Rio derrubou nesta sexta (27), em caráter liminar, parte do decreto do presidente publicado na quinta (26) que liberava o funcionamento de igrejas e tempos e de loteria. 

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.