Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Pernambuco pode decretar estado de calamidade pública e anuncia nova parcela do 13º

O pedido foi encaminhado pelo governador de Pernambuco à Assembleia Legislativa de Pernambuco nesta sexta-feira (20)

Diante do aumento no número de casos de coronavírus em Pernambuco - chegou a 31 -, o Governador do Estado, Paulo Câmara, enviou à Assembleia Legislativa de Pernambuco nesta sexta-feira (20) três expedientes para que seja evitada a disseminação do vírus. Entre os pedidos, está a possibilidade de declaração de calamidade pública em todo o território pernambucano.

Além da declaração, também foram protocolados pedidos de fundo estadual para recebimento de doações para enfrentar a pandemia da covid-19 e da adoção de rito sumário para aquisição de equipamentos, insumos, prestação de serviços e contratação de profissionais de Saúde para os hospitais da rede pública do Estado.

Para auxiliar na renda das famílias de baixa renda, neste mês será realizado o pagamento do segundo grupo do 13º do Bolsa Família. Serão 395.930 famílias que receberão até R$ 150. Em fevereiro, o primeiro grupo de 381.789 beneficiados já recebeu a parcela extra. Em abril, o terceiro grupo, com 380 mil pessoas, será beneficiado.

Outras medidas restritivas também já estão sendo adotadas pelo Estado. Na manhã desta sexta, o governador determinou, a partir deste domingo (22), o fechamento do comércio e dos serviços em todo o Estado, além da paralisação das obras da construção civil. Essa decisão não inclui serviços relacionados à alimentação, como supermercados, padarias, mercadinhos, casas de ração animal, farmácias e depósitos de água mineral e gás, além de obras de serviços essenciais (como hospitais e abastecimento de água, gás, energia e internet). As obras contratadas pelo serviço público de todos os entes federativos também estão mantidas.

De acordo com o procurador-geral do Estado, Ernanis Médici, a determinação do fechamento dos comércios e paralisação das obras de construção civil continuará em vigor até que haja uma melhora na situação de pandemia do novo coronavírus em Pernambuco.  

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.