Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Governo deve anunciar até segunda novas medidas sobre plano de reabertura

No dia 1º de junho, Pernambuco anunciou um plano para a reabertura gradual das atividades em meio à pandemia do coronavírus, após realizar ‘Lockdown’ em cinco cidades da RMR (Recife, São Lourenço da Mata, Camaragibe, Olinda e Jaboatão dos Guararapes) e haver uma estabilização do contágio. Este reinício foi elaborado para ser feito em onze semanas, com o governo do estado trazendo, ali, datas das três primeiras etapas, com a última delas ocorrendo nesta segunda-feira (15).

A partir de então, a gestão estadual havia afirmado  que a fase seguinte da retomada dependeria da curva da Covid-19 no momento, deixando em aberto esta realização. Algo que, no entanto, já tem prazo para ser divulgado. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o secretário de saúde do estado, André Longo, afirmou que o Comitê de Enfrentamento da Covid-19 vai se reunir neste final de semana e até segunda trazer novidades acerca deste planejamento.

“Temos que fazer alguns anúncios do ponto de vista do comportamento social, o que deve ser feito ao longo da próxima semana a partir da análise que tiver dos números do fechamento desta semana. Vamos nos reunir e serão anunciadas medidas na próxima segunda, quando vence o decreto do governador. Então deve haver alguns anúncios de programação das próximas semanas. Isso deverá ser alvo de anúncios até a próxima segunda-feira”, afirmou André Longo, dando alguns detalhes.

“Temos feitos avaliações diárias epidemiológicas, números alimentados todos dias a partir das avaliações que passamos. Obviamente não são analisados apenas por dia, mas a partir de uma série de cálculos, médias, semanas, curvas de crescimento, avaliações que são feitas por diversos institutos, pesquisadores”.

Este planejamento começou no início do mês com a liberação de reabertura das lojas de material de construção e do delivery para varejo de bairro e de centro, comércio atacadista, além de shoppings, centros comerciais e praça de alimentação. No dia 8, a construção civil retomou com 50% dos funcionarios e o comércio atacadista reabriu. Os shoppings passaram a usar sistema de drive thru. 

No dia 10 foi a vez da retomada dos consultórios, ambulatórios, serviços de apoio diagnóstico e terapêutico, além das óticas. A próxima etapa ocorre nesta segunda, com a reabertura do varejo de rua, de bairro e do centro, de até 200 metros quadrados, os salões de beleza e serviços estéticos, treinos de futebol profissional e com 50% da capacidade de funcionários de vendas para comércio de veículos, serviço de aluguel e vistoria de veículos. Vale lembrar que o Agreste, Zona da Mata Norte e Mata Sul não serão contemplados.

A próxima etapa de reabertura diz respeito aos serviços médicos, odontológicos e veterinários, com apenas um cliente por vez e seguindo normas de prevenção; varejo de bairro em horário reduzido (9h às 18h); construção civil com 100% dos funcionários e horário reduzido (9h às 18h); além de Concessionárias/ Locadoras, com protocolos a definir, na RMR. No interior, apenas os serviços têm protocolos definidos, restando aos demais uma posição da gestão.

Apesar do planejamento de convivência e retomada de serviços, André Longo pregou muita cautela. “Não estamos prontos para um retorno ao normal, e não o ‘normal’ do passado. É um novo normal, uma nova forma de viver que vai nos levar a uma normalidade do futuro. O comportamento dessa semana será decisivo para os próximos 15 dias".

"E por isso que estamos com esse plano de convivência tão cauteloso, não abandone o ‘fique em casa’, que é uma mensagem forte, que precisa estar na cabeça de todos os pernambucanos. E se sair, esteja preparado para evitar o vírus e não levá-lo para casa, cada vez que saímos corremos riscos e é preciso minimizar adotando as medidas de cautela. Assim, poderemos dar passos seguros no sentido da normalidade possível”, concluiu.

Fonte: Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.