Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Agreste avança na retomada econômica a partir desta segunda

Shoppings, comércio varejista e salões reabrirão. Já o Polo de Confecções segue no delivery

Os municípios do Agreste de Pernambuco avançam hoje para a quarta fase no Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19. Lojas de varejo de rua, shoppings centers com atendimento presencial, comércios de veículos com 50% da carga (incluindo serviço de aluguel, venda e vistoria), construção civil com 100% da capacidade, salões de beleza e clínicas de estética podem retomar os serviços. O Polo de Confecções, não será contemplado e segue atuando por delivery e atuando com protocolos específicos. 


Em relação aos horários de funcionamento, as lojas do varejo de rua devem funcionar no horário das 9h às 18h, enquanto os shoppings centers devem ter até 30% da capacidade de público, atuando das 11h às 19h ou das 12h às 20h. 

A região que estava na fase dois do plano, teve o seu retorno dos setores estagnado por conta de um aumento significativo no número de casos graves da Covid-19. O cenário, levou à determinação de uma quarentena mais rígida em Caruaru e Bezerros, cidades onde a situação despertava mais preocupação, além de um alerta geral para os municípios adjacentes. 

O presidente da Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas de Pernambuco (FCDL-PE), Eduardo Catão, afirma que a retomada é importante, e se demorasse mais, muitos empresários iam fechar as portas. “É muito bom voltar. Existe uma necessidade e se não se faz isso, algumas não chegariam a abrir, sem contar que outras nem essa oportunidade vão ter, por conta da crise. A expectativa é boa, tem ansiedade e aos poucos o movimento deve voltar ao normal”, disse. 

Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic) e vice-presidente da Associação Pernambucana de Shopping Centers (Apesce), Luverson Ferreira, a reabertura dos shoppings deve agregar e ressalta a importância de atuar dentro das recomendações sanitárias. “Tivemos muita articulação e conversa com o governo, todos estão comprometidos com um retorno responsável. Ficamos mais de 120 dias fechados, trouxe problemas, esperamos conseguir salvar o ano nesse segundo semestre”, afirmou. 

Para o presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Pernambuco (Ademi-PE), o aumento da capacidade é positivo para evitar desemprego na região. “Esse retorno com 100% é importante, temos a preocupação com o desemprego, precisamos dessa mão de obra, que é muito relevante. Nosso setor não é um ponto de contágio, e é uma volta com muitas esperanças”, afirmou. 

Nessa fase, serão contempladas as cidades da Gerência Regional de Saúde IV, entre elas: Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Belo Jardim , Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Felix, Caruaru, Cupira, Frei Miguelinho, Gravatá, Ibirajuba, Jataúba, Jurema, Panelas, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Una, São Caetano, São Joaquim do Monte, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Toritama, Vertentes.

Cidades da Gerência Regional de Saúde V, também iniciam a fase, entre elas: Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmeirina, Paranatama, Saloá, São João, Terezinha.

CONFECÇÕES
A retomada não abrange o Polo de Confecções do Agreste, que contempla cidades de Toritama, Santa Cruz do Capibaribe e Caruaru. A reabertura desse segmento está prevista para a etapa sete, ainda sem data estabelecida. 

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, o polo apresenta algumas peculiaridades, e por isso não será beneficiado. “Ele tem destaque no Plano de Convivência devido às características específicas. Por isso, não está agora contemplado. Está podendo trabalhar com delivery, com protocolos específicos”, disse. 

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.