Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Bolsonaro divulga resultado positivo para Covid-19

Um dia após informar que estaria com sintomas da Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou, ao vivo, na CNN Brasil, nesta terça-feira (7), o resultado do exame, que havia recebido há cerca de uma hora antes da entrevista: positivo. Segundo o presidente, após ser medicado preventivamente com hidroxicloroquina e azitromicina, embora nenhum dos dois medicamentos tenha eficácia comprovada contra a doença, percebeu melhora no estado clínico. Bolsonaro fez o exame na segunda-feira (6).

Na entrevista, Bolsonaro voltou a criticar o STF e a autonomia dos estados no combate à pandemia. "O presidente da República basicamente passou a ser o órgão que passava recursos para os estados", questionou, citando o "superdimensionamento" da doença. "Medidas outras exageradas, no meu entender, levou um certo pânico à sociedade em relação ao coronavírus", comentou.


Sobre seu estado clínico, o presidente apontou uma melhora nos sintomas. "Eu tô bem, normal, em comparação a ontem. Depois da medicação, eu gostaria de até fazer uma caminhada, só não vou fazer por recomendação dos médicos", frisou. O presidente disse que não vai interferir ou aconselhar os ministros com quem se reuniu antes de testar positivo. "Cada um sabe das suas condições físicas. O Heleno disse que ficou 15 dias em casa fazendo bicicleta e não sentiu absolutamente nada. E assim é com a maioria da população", afirmou. 

Segundo Bolsonaro, na próxima segunda-feira (13), deverá realizar outro exame e confessou que já está impaciente para retomar suas atividades. "Lógico que estou impaciente, mas vou seguir o protocolo que existe para qualquer cidadão brasileiro", falou. 

Apesar de ter sua eficácia questionada pela OMS e autoridades mundiais de saúde, Bolsoanro voltou a defender a cloroquina e disse que obteve melhora de sintomas com a medicação. "Fomos fazer uma tomografia no Hospital das Forças Armadas. Os pumões estavam limpos e não tinham nada de opacos, mas, dados os sintomas, eu tomei a cloroquina e hidroxicloroquina, todo aquele composto. Senti alguma melhora e, às 5 da manhã, tomei a segunda dose e estou me sentindo bem", relatou.

"Se não tivesse feito o exame, não saberia do resultado e ele acabou de dar positivo. Tendo em vista minha atividade muito dinâmica - eu sou presidente da Repúbica e gosto de estar em contato com o povo, e como foi bastante intenso nos últimos meses, eu achava que tinha contraído e não tinha percebido. Se não tivesse feito o exame e não tivesse ter tomado a hidroxicloroquina eu estaria trabalhando. Quanto ao repouso, eu não sei ficar parado. Eu estou sendo vigiado pela primeira dama, vou ficar despachando por videoconferencia", informou o presidente, que também confirmou o cancelamento de agendas que faria essa semana.

"O pânico também mata. Esse vírus é como uma chuva, vai atingir você", disse o presidente. Ele ainda orientou a população a cuidar dos mais idosos e das pessoas com comorbidades, mas que se preocupassem com os empregos. "O cuidado mais importante com os entes queridos mais idosos. Com os demais, você toma alguns cuidados, mas não preicsa entrar em pânico. A vida continua. Todos nós estamos preocupados com o fim da atividade laborial", alertou.

Ao final da entrevista, o presidente Jair Bolsonaro se afastou um pouco do repórter e tirou a máscara, segundo ele, para mostrar que "está bem". 

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.