Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Comissão de Educação da Câmara do Recife posiciona-se contra aulas presenciais

Os vereadores que compõem a Comissão de Educação, Cultura, Turismo e Esportes, da Câmara do Recife, posicionaram-se contrários à volta às aulas presenciais, este mês, na rede municipal de ensino do Recife, durante reunião do colegiado realizada na tarde desta quarta-feira (5), de forma remota, por videoconferência. Eles foram unânimes em afirmar que um retorno, neste momento, seria precoce e que é preciso cautela nessa questão. O entendimento dos parlamentares é de que colocar as crianças dentro de uma sala de aula oferece grandes riscos de contaminação e pode expor a vida de milhares de jovens estudantes uma vez que ainda há registros de mais de 1 mil infectados por dia no Estado.

Participaram do debate os vereadores Ana Lúcia (Republicanos), presidente da Comissão; Hélio Guabiraba (PSB) e Aimée Carvalho (PSB). “Gostaria de informar que estou participando de discussões sobre a construção de um protocolo de higiene para a volta às aulas presenciais nas escolas do Recife.  Essas reuniões ocorrem no Conselho Municipal de Educação e no Grupo de Trabalho da Secretaria de Educação. Embora o protocolo esteja sendo feito, no momento, todos comungam com a decisão de que não é possível colocar as crianças dentro de sala de aula agora”, anunciou a presidente do colegiado. Segundo Ana Lúcia, essas reuniões são assistidas por autoridades sanitárias, médicos, técnicos em saúde e todos recomendam parcimônia neste assunto.

A vereadora informou que, em breve, uma nota será expedida pelos conselhos municipais de Educação e de Saúde recomendando que as aulas presenciais, suspensas desde 18 de março, não retornem em curto prazo. “Alguns pontos estão sendo levados em consideração, nessas reuniões, como o grande número de alunos nas escolas públicas, fato que contraria o princípio do distanciamento social; as dificuldades de organização nas escolas; a falta de estrutura para garantir uma boa higiene e até mesmo a falta de água nas torneiras dos estabelecimentos de determinadas comunidades”, disse. 

O vereador Hélio Guabiraba concordou com a opinião e afirmou que já conversou sobre esse assunto com diversos pais e professores de escolas da Zona Norte. Segundo ele, os pais entendem que a volta às aulas presenciais é, de fato, um risco. “Sabemos que shoppings e igrejas voltaram às atividades normais, mas esses podem garantir o controle de uso de máscaras e do distanciamento nas lojas. É o contrário das escolas, pois lá fica mais difícil”, observou.

Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.