Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Aumento de casos suspeitos da Covid-19 em Pernambuco 'não configura segunda onda', diz SES-PE

A tendência de aumento de casos da Covid-19 em Pernambuco, observada desde a última quinzena de outubro, "não configura uma segunda onda" da doença segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).


A pasta aponta que, apesar da ocorrência do que chama de "flutuação nos registros de casos suspeitos", os números da pandemia atingiram, em outubro, os menores patamares desde o mês de abril.



"Com índices baixos e menor disponibilidade de leitos, já que foram realizadas desmobilizações com o objetivo de evitar ociosidade, qualquer flutuação nos dados causa maior percepção nos indicadores da doença", explicou a SES-PE em nota oficial enviada à reportagem nesta quarta-feira (11).


O aumento dos índices de casos suspeitos e confirmados da Covid-19, fez, por exemplo, o Real Hospital Português, no Recife, a emitir comunicado interno com novas medidas para a realização de cirurgias eletivas. A partir da próxima segunda-feira (16), os procedimentos estéticos estarão suspensos por tempo indeterminado. 


"Neste momento de pandemia, a orientação sempre foi de avaliação dos riscos e benefícios da realização de cirurgias eletivas para preservar a saúde dos pacientes. Neste sentido, cirurgias estéticas podem ser realizadas em outro momento", reitera a SES-PE na nota.


Filas grandes nos centros de testagens por demanda espontânea disponibilizados pelo Governo do Estado também vêm chamando a atenção da população. A taxa de ocupação dos leitos da rede pública de Saúde em torno dos 80% é um outro ponto de preocupação.


A SES-PE, no entanto, ressalta que segue monitorando o cenário epidemiológico e dos indicadores da Covid-19 no Estado de forma diária. "[O Governo de Pernambuco] tem condições de voltar a desbloquear leitos voltados exclusivamente para pacientes com a Covid-19, caso os números permaneçam crescendo", diz a secretaria. 


Como o vírus continua circulando em Pernambuco, a SES-PE alerta que cada um precisa fazer sua parte e usar a máscara corretamente, lavar as mãos com frequência e praticar o distanciamento social, de forma a evitar as aglomerações.[Confira ao fim do texto a íntegra da nota]


Coronavírus em Pernambuco


De acordo com o último boletim epidemiológico da SES-PE, divulgado nessa terça-feira (10), Pernambuco tem 167.233 casos confirmados da Covid-19, dos quais 693 foram notificados no dia. Desde o início da pandemia no Estado, 8.763 pessoas perderam a vida em decorrência da doença, sendo 23 confirmadas na terça.


O número de recuperados, com 1.247 novas confirmações na terça, subiu para 149.090. 


Ainda segundo a Secretaria de Saúde, 67% dos 1.613 leitos dedicados a pacientes com Covid-19 estão ocupados na rede pública de Pernambuco. Dos leitos de UTI, são 80% ocupados dos 782. Já os de enfermaria têm 55% dos 831 ocupados.


Confira a íntegra da nota da SES-PE


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informa que a flutuação nos registros de casos suspeitos da Covid-19 observada nas últimas semanas não configura uma segunda onda. Inclusive, os números da pandemia atingiram, no mês de outubro, os menores patamares desde abril. Com índices baixos e menor disponibilidade de leitos, já que foram realizadas desmobilizações com o objetivo de evitar ociosidade, qualquer flutuação nos dados causa maior percepção nos indicadores da doença.


A SES-PE ressalta, ainda, que o monitoramento do cenário epidemiológico e dos indicadores da Covid-19 continua sendo feito diariamente pelo Governo de Pernambuco, que tem condições de voltar a desbloquear leitos voltados exclusivamente para pacientes com a Covid-19, caso os números permaneçam crescendo. E reitera que o vírus continua circulando em Pernambuco e, para evitar a contaminação, mortes e aumento na ocupação dos hospitais, cada um precisa fazer sua parte, usando a máscara corretamente, lavando as mãos com frequência e praticando o distanciamento social, evitando as aglomerações.


Por fim, sobre os procedimentos na rede de saúde, a SES-PE informa que, neste momento de pandemia, a orientação sempre foi de avaliação dos riscos  e benefícios da realização de cirurgias eletivas para preservar a saúde dos pacientes. Neste sentido, cirurgias estéticas podem ser realizadas em outro momento. Em relação à realização de testagem, antes dos procedimentos eletivos, esta é uma recomendação que sempre esteve presente no protocolo desenvolvido pela Secretaria Estadual de Saúde.


Fonte: Folha PE

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.