Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Governo de São Paulo compra 71 milhões de seringas para plano de vacinação

O governo de São Paulo informou nesta 4ªfeira (30.dez.2020) que comprou 71 milhões de seringas para a campanha de vacinação contra a covid-19 no estado.


O governador João Doria (PSDB) pretende iniciar o plano de vacinação em São Paulo no dia 25 de janeiro de 2021© Sergio Andrade/Divulgação - O governador João Doria (PSDB) pretende iniciar o plano de vacinação em São Paulo no dia 25 de janeiro de 2021

O número corresponde a 71% do total anunciado pelo governador João Doria (PSDB), que disse que o Estado havia conseguido 100 milhões de insumos no dia 21 de dezembro.


Segundo a secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, as seringas e agulhas serão entregues no decorrer da primeira metade de 2021. A pasta afirmou também que “dará continuidade aos trâmites de aquisição para totalizar os 100 milhões de insumos”


todos os dias no seu e-mail


O secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse que o Estado está preparado logisticamente para a vacinação contra o coronavírus, com todos insumos e planejamento. “O nosso programa de imunização tem expertise de mais de 5 décadas, prezando sempre para a proteção e segurança da população”, afirmou.


Foram feitos 27 pregões eletrônicos do dia 18 de dezembro a 23 de dezembro pelo governo estadual.


O PLANO DE VACINAÇÃO

O governo de São Paulo prevê iniciar a imunização no dia 25 de janeiro.


A quantidade de doses presentes no Estado é suficiente para dar a primeira dose da CoronaVac nas 9 milhões de pessoas que o governo pretende vacinar na 1ª fase do plano estadual de imunização. De janeiro a março, São Paulo quer imunizar profissionais de saúde, indígenas, quilombolas e idosos.


A vacina foi criada pela farmacêutica chinesa Sinovac. É desenvolvida na América Latina pelo Instituto Butantan, de São Paulo.


A aplicação da CoronaVac inclui duas doses da vacina. Dessa forma, serão necessárias 18 milhões de unidades para garantir o sucesso da 1ª fase do plano.


Os estudos do imunizante já foram concluídos no Brasil. Em 25 de dezembro, o Estado de São Paulo divulgou que a eficácia do produto varia de 50% a 90%. O número exato deve ser divulgado em janeiro, já que a Sinovac pediu, em 22 de dezembro, prazo de até 15 dias para realizar a análise dos dados brasileiros.


O Estado de São Paulo recebeu nesta 4ª feira (30.dez.2020), 1,6 milhões de novas doses da vacina contra a covid-19 CoronaVac. Com o novo lote, o governo paulista tem 10,8 milhões de doses do imunizante.


Fonte: Msn.com

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.