Fique atualizado com o

Motiva Gente News
recent

Auxílio emergencial deve ser declarado no imposto de renda 2021. Entenda

Os valores recebidos no programada de Auxílio Emergencial em 2020 devem constar na declaração de Imposto de Renda 2021. O anúncio foi feito pela Receita Federal na quarta-feira (24) e está entre as principais novidades da declaração de Imposto de Renda de 2021 - ano-base 2020. O prazo para fazer o ajuste de contas com o fisco vai de 1º de março a 30 de abril de 2020, e não deve haver prorrogação como ocorreu no ano passado por conta da pandemia do novo coronavírus.

A Receita destacou que o auxílio emergencial é uma receita tributável e devem ser declarados na ficha "Rendimentos Recebidos de Pessoas Jurídicas". Nem todos os beneficiários precisam declarar, mas quem teve rendimentos tributáveis (contando com o auxílio) acima de R$ 22.847,76 está obrigado a fazer a declaração.


Os contribuintes que receberam auxílio emergencial e tiveram rendimentos acima de R$ 22.847,76 deverão devolver os valores recebidos do benefício por ele e seus dependentes.


A Receita estima que das 66 milhões de pessoas que receberam o auxílio em 2020, cerca de 3 milhões de beneficiários se enquadrem nessa situação - de ultrapassar o limite de rendimentos tributáveis, incluindo o auxílio.


No programa da Receita, haverá um aviso de que foi identificado que o rendimento daquele contribuinte e seus dependentes ultrapassaram o limite previsto e que aquela pessoa deverá devolver o valor do auxílio emergencial recebido. A partir daí, será gerado um Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf ) com preenchimento automático da quantia exata da devolução.


Fonte: Wildes Brito

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.